Como otimizar textos para web com técnicas de SEO

Valdemir Brandão
Fonte: http://inundaweb.com.br/

Se tem uma coisa que preocupa os redatores na hora de produzir um conteúdo, essa coisa se chama SEO. O Search Engine Optimization evoluiu de ações repetitivas e equivocadas para conseguir tráfego, a um conjunto de técnicas que visam entregar conteúdo de qualidade para o usuário. Abaixo vamos te explicar um pouco melhor como funciona!

O que é SEO?

SEO consiste em um conjunto de técnicas de otimização de conteúdo, cujo objetivo é facilitar a indexação desse conteúdo nos buscadores, e melhorar o rankeamento orgânico. É importante salientar que o trabalho de SEO é um processo demorado, que traz resultados a longo prazo, e demanda planejamento e manutenção.

De uma forma sintetizada, o SEO visa aumentar o volume e a qualidade do tráfego de um site, para que ele seja encontrado mais facilmente por leads qualificados. O objetivo principal é atingir a posição mais alta possível nas buscas orgânicas, já que, os usuários tendem a clicar nos três primeiros resultados.

Search Engine Optimization para redação

Nós, redatores, somos uma peça indispensável na produção de conteúdo relevante para os usuários, agora que a redação se tornou ainda mais importante com as técnicas atuais de SEO.

Os crawlers, ou robôs do Google, são responsáveis por fazer uma varredura na web procurando por informações relevantes, separando-os de spam, cópias, conferindo se estão dentro das práticas aceitas pelo Google, e principalmente, vai responder as perguntas do usuário que está realizando a pesquisa.

Na redação para web, o SEO procura ajudar os buscadores a acharem seu conteúdo, mostrando que ele é relevante, tem qualidade, e pode fornecer as respostas para a pesquisa do usuário. Por esse motivo, é essencial utilizar as palavras-chaves, separar o texto por intertítulos, linkar artigos internos e externos, entre outros.

Melhores práticas de SEO para textos

Palavras-chave: As palavras-chave, ou keywords, são os termos específicos que o usuário utiliza para direcionar a busca, e para que o buscador mostre resultados que estejam relacionados a esses termos. Ao inserir as keywords no seu texto, procure também utilizar variações e sinônimos, assim você aumenta suas chances de indexação.

Headers: Os headers são intertítulos que servem principalmente como uma amostra do conteúdo do seu texto para os crowlers, e também são uma boa maneira de organizar seu texto. Os intertítulos funcionam de forma hierárquica, por ordem de importância, sendo o primeiro o mais importante, depois o segundo, e assim por diante. Esta divisão permite que os crowlers percebam que a página tem seu conteúdo bem estruturado e o recomenda e é, também, uma importante ferramenta que facilita a leitura do usuário.

Escaneabilidade: A escaneabilidade visa fazer com que o leitor tire o máximo de proveito do texto, afinal as pessoas não andam com muita paciência para ler um textão, certo? Por isso a importância de se escrever um texto dinâmico, com palavras-chave, intertítulos separando e organizando o texto, negrito e itálico destacando as ideias principais, e parágrafos curtos – entre 3 e 6 linhas, pois é desencorajante ler um bloco de texto.

Meta Description: A meta description é um resumo do conteúdo a ser visto, que aparece como descrição do texto nas páginas de resultados do Google – é aquele textinho que aparece embaixo do título principal. Este resumo deve conter a palavra-chave principal do conteúdo, e não pode ultrapassar 156 caracteres – o máximo que o Google exibe.
Tags: As tags servem para mapear assuntos dentro do texto, e elas podem ser diversas dentro dele. Ao realizar uma pesquisa dentro de um blog, o usuário será direcionado para textos que contenham a tag selecionada.

Alt para Imagens: O atributo alt é uma forma de possibilitar a leitura das imagens pelos buscadores – assim como as pessoas leem o título, os crowlers leem o alt das imagens. É uma forma de inserir suas palavras-chave em mais um conteúdo dentro do texto.

Link Building: A construção de links divide-se em duas categorias: os links externos apontam para o seu texto, e os links internos apontam para outros endereços. Essa técnica consiste em conseguir links relevantes para o seu texto, tanto interna quanto externamente. Você pode conseguir os links externos através de parcerias com blogs, co-marketing e guest posts.

Conteúdo de qualidade para seu público

Tenha sempre em mente que as técnicas de SEO não devem limitar ou modificar seu conteúdo, foque em produzir um conteúdo de qualidade primeiro, e depois aplique as técnicas de otimização. Afinal, mais do que robôs, você quer atrair leitores reais, que vão se interessar pelo seu conteúdo e propagá-lo independentemente. E com as exigências cada vez maiores dos leitores, essa é sua missão mais importante.